O seu carrinho

Your cart is currently empty!

Continue shopping

Cart total : €0,00


Enólogos franceses julgados por boicote a vinho espanhol

Feb 07 , 2018

Enólogos franceses julgados por boicote a vinho espanhol

Os autodenominados membros do grupo de produtores e enólogos franceses “CAV” irão a julgamento em Montpellier, França, no próximo mês de marco.
 
Mais precisamente no próximo dia 1 desse mês, Xavier Fabre, o presidente da “União Vvinícola Garde de Languedoc”, juntamente com cinco produtores e enólogos de Hérault (todos eles detidos) serão julgados pelo tribunal criminal de Montpellier por  diversas acusações, incluindo sabotagem e vários crimes com prejuízos patrimoniais avaliados em cerca de três milhões de euros, de acordo com os procuradores.
 
O processo nasceu após uma investigação realizada pelo Serviço Regional de Justiça de Montpellier centrada em 32 atos de sabotagem e violência, entre abril de 2016 e agosto de 2017.
 
A responsabilidade por vários ataques a instalações de vinhos, na região de Languedoc, onde se armazenavam milhões de litros comprados a granel em Espanha, foi reivindicada por membros que pertenciam a este auto-intitulado “Grupo Militante de Vinicultores da região, o CRAV (Comité Regional de Ação Viticole)” também conhecido como “CAV (Comité de Ação Viticole)”.
 
Vários produtores e adegas na região condenaram, na altura, os vários incidentes de violência ocorridos nos últimos dois anos, apesar do protesto generalizado quanto à importação de vinho espanhol a granel de baixo custo para França.
 
Alguns dos ataques mais violentos nos últimos dois anos incluíram a abertura de um camião-depósito cheio de vinho espanhol, no meio de uma auto-estrada na França, bem como a agressão com uma garrafa de vinho a um comerciante de vinho a granel.
 
Em ligação a este processo, as autoridades locais também abriram uma investigação judicial sobre fraudes, alegando que alguns vinhos espanhóis foram importados ilegalmente para França.

Por outro lado, continua em curso uma outra investigação judicial, sobre um incêndio de origem alegadamente criminosa, nos escritórios da empresa Vinadeis, com sede em Languedoc, no decorrer do ano de 2016.

Espanha é o maior exportador de vinho a granel na Europa, apesar da tendência de queda dos últimos anos, compensado naquele país por um aumento do vinho engarrafado, sendo Portugal um dos mercados que historicamente é comprador. 

Loading
Thank you for signing up!
English
English