O seu carrinho

Your cart is currently empty!

Continue shopping

Cart total : €0,00


“Temos de nos focar em reutilizar e capturar carbono”. Quem o diz é o criador da Wineries for Climate Protection

Apr 22 , 2019

“Temos de nos focar em reutilizar e capturar carbono”. Quem o diz é o criador da Wineries for Climate Protection

“Quanto mais nos preocupamos com a terra, melhor é o nosso vinho”. É esta a mensagem com que nos deparamos quando entramos no site oficial da Familia Torres, a marca de vinho de Miguel Torres. O Chileno que tem chamado a atenção para necessidade de agir para fazer aquele que é apresentado por muitos como a maior ameaça ao planeta - as alterações climáticas – voltou a alertar para esta necessidade, à margem de um evento organizado pela Familia Torres, em Penedes:

 “A maioria das pessoas na indústria do vinho ainda não compreendeu a urgência de agir em conjunto no combate às alterações climáticas”.

 Prova disso mesmo, é o facto de “apenas 20” adegas em Espanha se terem juntado a Wineries For Climate Protection – a primeira e única certificação específica de sustentabilidade ambiental para o sector vitivinícola – que Torres criou em 2011, algo que o próprio considerou “desapontante”.

 Também a responsável pela Inovação de Torres, Mirea Torres Maczassek, mostrou-se preocupada com as previsões para as próximas décadas no Sul da Europa, que apontam para um aumento significativo das temperaturas e uma enorme queda na precipitação. Preocupação reforçada por Miguel Rossel, especialista em clima de Torres:

 

“Estamos a caminhar para uma mudança climática descontrolada. A controlo do dióxido de carbono é crucial para reduzir drasticamente as emissões”.

 Para Miguel Torres um dos grandes problemas centra-se no facto de muitas adegas se focarem muito na pesquisa e participação em iniciativas destinadas a reduzir o uso de energia e os efeitos das alterações climáticas, deixando para segundo plano o desenvolvimento da tecnologia na adega:

 “Milhares de toneladas de dióxido de carbono são emitidos durante o processo de fermentação. Nós temos de nos focar na captura e reutilização do carbono”.

 A empresa com sede na Catalunha está actualmente a testar, conjuntamente com a Exytron – empresa de tecnológica alemã –, um sistema inteligente de energia capaz de transformar CO2, capturado durante a fermentação, em material reciclável para a produção de gás natural comprimido, como o metano. O gás é depois usado par abastecer empilhadoras e outros transportes vinícolas.

 

Recorde-se que a Familia Torres já investiu mais de 15 milhões de euros em eficiência energética, uso de energias renováveis e transporte ecologicamente eficiente, estando no caminho para reduzir as emissões de carbono em 30% até 2020, em comparação com os níveis de 2008. Os objectivos passam por uma redução de 50% até 2030 e de 80% até 2045.

Loading
Thank you for signing up!