Vinho Português: a escolha da Europa central

Os alemães, os húngaros, os checos, os austríacos e outros que moram pelo centro da Europa colocam o vinho português no topo das suas preferências. É pelo menos isto o que o mais recente relatório “Prowein Business Report” demonstra.

Neste estudo realizado pela ProWein, em parceria com a Universidade de Geisenheim, foram inquiridos mais de 2.300 especialistas do sector do vinho, em 46 mercados distintos. Uma das conclusões a que se chegou foi a de que o vinho nacional é o preferido dos retalhistas da Europa central, nomeadamente para 23% dos inquiridos.

Um dos países a demonstrar essa mesma preferência pelo vinho português é a Alemanha, que priorizou o vinho nacional (com 23% dos votos) em detrimentos dos vinhos argentinos (21%) e dos vinhos sul-africanos (20%).

O estudo conclui ainda que em média, um em cada cinco retalhistas especializados e importadores de vinho colocam os vinhos portugueses no topo das suas prioridades, para completar o seu portefólio.

Resta saudar nuestros hermanos que também não ficaram mal na fotografia: os vinhos espanhóis são os preferidos dos retalhistas da América do Norte e Escandinávia.