Cortes de Cima, Incógnito Tinto 2009 1,5L

Especialmente para si, oferecemos-lhe a oportunidade de poder usufruir da edição especialíssima (feita unicamente para a família) das únicas garrafas magnum que foram produzidas desta colheita excepcional de Incognito 2009.

Cortes de Cima, Incógnito Tinto 2009 - Magnum 1.5lt Por 150€

165,00 €

Portes grátis para Portugal e Espanha continentais, em compras superiores a 50€.

Especialmente para si, oferecemos-lhe a oportunidade de poder usufruir da edição especialíssima (feita unicamente para a família) das únicas garrafas magnum que foram produzidas desta colheita excepcional de Incognito 2009.

A marca Incógnito deve o seu nome ao facto de a casta Syrah não ser permitida no Alentejo, na época em que a sua primeira colheita, em 1991, foi lançada por este produtor. Foi Cortes de Cima de facto o primeiro produtor a plantar Syrah no Alentejo, com enxertos seleccionados da casta do sul do Ródano. 

Em 2009 verificou-se um dos invernos mais frios dos últimos 19 anos, com uma rara queda de neve em Janeiro. A precipitação foi regular, rondando os 500 mm, e concentrou-se nos meses de Inverno. A estes seguiu-se uma primavera e um verão secos e quentes, com um abrolhamento que marcou pela antecipação, a 26 de Fevereiro.

 

O tempo instável durante a floração, em Maio, resultou numa polinização desigual, produzindo-se menos frutos em algumas variedades. Um período muito quente no início de Agosto, com temperaturas médias de 25º, fez com que a vindima começasse excepcionalmente cedo.

As uvas que deram origem a este vinho crescem nas vinhas de Cortes de Cima, situadas nas encostas das montanhas de 400 m de altura da Serra do Mendro, e os solos são argila castanha mediterrânica sobre calcário.

Seguindo-se um programa de viticultura sustentada, as uvas foram rigorosamente seleccionadas pelo que estavam num óptimo estado de maturação. Foram fermentadas sem engaço, a temperaturas controladas, e regulares delestage, com um alargado período de maceração das películas para melhorar a extracção da fruta e conseguir um bom equilíbrio e estrutura de taninos. O vinho estagiou durante 6 meses em barricas de carvalho francês até altura (em Julho de 2010) em que foram engarrafadas 12.100 garrafas de 750cl.

De cor vermelha, apresenta no nariz aromas intensos de frutos vermelhos bem maduros que se casam na perfeição com a baunilha da tosta. Na boca, encontra-se cheio de fruta, muito cremoso e aveludado, mostrando-se muito equilibrado com os seus taninos ricos e a madeira do carvalho muito bem integrada conferindo-lhe algumas notas de baunilha. Este é um vinho enorme, cheio de profundidade e concentração, encontrando-se nestas garrafas magnum ainda com um elevadíssimo potencial de envelhecimento.

Para acompanhar este grande vinho, aconselha-se pratos de caça, ou carnes vermelhas suculentas.

Especificações

Mais Informações
Tipo Tinto
Capacidade 1.5 L
País Portugal
Região Alentejo
Produtor Cortes de Cima
Colheita 2009
Teor Alcoólico 14%
Castas 40% Syrah
Estágio 6 meses em Carvalho Francês (100%)
Enólogo Não
Combinações pratos de caça, ou carnes vermelhas suculentas.
Prémios Robert Parker - 90 Pontos Medalha de Ouro - Concurso Vinhos de Portugal 2013 Medalha de Ouro - Concours Mondial de Bruxelles 2012 Medalha de Ouro - Syrah du Monde 2012 Medalha de Prata - International Wine & Spirit Competition UK 2012

Escreva o seu comentário

Está a avaliar:Cortes de Cima, Incógnito Tinto 2009 1,5L
Sua Avaliação
Nome
Resumo
Avaliação