O seu carrinho

O seu carrinho de compras está neste momento vazio.

Continuar a Comprar

Total do carrinho €0,00


Vinho no espaço? É possível.

Jan 04 , 2018

Vinho no espaço? É possível.

Cientistas do Sistema de Produção de Vegetais da NASA – conhecido por Veggie – afirmam que a “viticultura espacial” poderá vir a ser uma realidade próxima, com o uso da tecnologia adequada. A Veggie desenvolveu já uma grande variedade de culturas de legumes e vegetais na Estação Espacial Internacional (EEI) para “divertimento dos astronautas”.

 

Os primeiros a testarem a produção vinícola no espaço foram os chineses. No Outono passado, a China enviou vinhas de Cabernet Sauvignon, Merlot e Pinoit Noir para o espaço para testar o que sucederia num ambiente de micro gravidade. Os resultados ainda não são conhecidos. Apesar das difíceis condições e falta de espaço que podem complicar a produção de vinho, a principal investigadora da Veggie, Gioia Massa acredita nesta possibilidade. 

 

Segundo a cientista, o crescimento de vinhas numa nave espacial não é um cenário impossível: “A produção de vinhas é um desafio interessante. Temos andado a trabalhar com algumas árvores de fruto anãs que o departamento de agricultura dos Estados Unidos desenvolveu e é sabido que existem já em seu poder algumas videiras anãs; portanto se as plantas forem pequenas o suficiente ou se puderem crescer com acesso a luz será certamente possível cultivá-las.”

 

Ainda que o cultivo de vinhas no espaço não seja algo que a NASA tenha já começado a fazer, a agência têm alguma experiência em cultivar plantas em pequenas câmaras a bordo da EEI.

 

Sabe-se já que o próximo teste será com tomates anões. Entretanto, uma das grandes questões, na agricultura espacial, é de como é que o processo de polinização poderá vir a ocorrer dentro de uma nave espacial. Gioia Massa afirma que em 2018 os astronautas irão tentar fazê-lo à mão. Caso dê resultado, a prática poderá eventualmente ser utilizada noutras culturas.

 

“Relativamente ao actual processo de produção de vinho não tenho a certeza, mas suspeito que se poderia desenvolver um “biorreator microbiano” [a expressão é “microbial bioreactor”], o que permitiria que a fermentação e outros processos ocorressem em micro gravidade”. 

 

Massa acrescenta ainda que “a fermentação é um processo anaeróbico e, portanto, o facto de os fluidos e gases não se misturarem bem no espaço, não deverá afectar esse processo. Talvez tenhamos que inocular certos tipos de microrganismos, mas acreditamos totalmente que será possível”.

 

Vantagens de produção de vinho no Espaço.

 

De acordo com Chris Gerling, um enólogo da Universidade de Cornell, um dos pontos positivos das ‘vinhas espaciais’ é que estas não estariam expostas a doenças das vinhas ou a pragas de insectos.

 

Segundo Gerling “se a NASA está a sustentar a vida humana e as plantas estão a sobreviver, o vinho também se deve produzir bem”. Acrescentando: “os astronautas teriam de trazer fermento pré-seco, mas eu penso que tudo resultaria. Desde que a NASA possa controlar a humidade e temperatura e o acesso à luz até um certo ponto, provavelmente tudo correrá bem. Pelo menos evitar-se-iam problemas originados pelo clima ou doenças e infestantes.”

A carregar
Obrigado por subscrever!
Portuguese (Portugal)