O seu carrinho

O seu carrinho de compras está neste momento vazio.

Continuar a Comprar

Total do carrinho €0,00


Austrália: vinho ao preço da chuva!

Jan 05 , 2015

Austrália: vinho ao preço da chuva!

“Os vinhos estão mais baratos do que uma garrafa de água”, atira Kym Anderson, do Centro de Pesquisa Económica de Vinho de Adelaide, uma das personalidades ouvidas pela BBC. A queda de preços começa a ser preocupante, segundo os especialistas consultados pelo estação britânica. Regra geral, é atribuída a diferentes fatores, desde as taxas de câmbio à queda da procura internacional e ao excesso de oferta no mercado interno.

Por partes. O aumento da moeda australiana em relação ao dólar americano, entre 2011 e 2013, prejudicou a indústria do vinho. Paul Evans, diretor da Federação de Produtores de Vinho da Austrália, afirma: “uma grande parte do volume que exportávamos regressou ao mercado interno quando a procura internacional caiu.” Por essa razão, a concorrência entre produtores locais disparou, com a consequente descida dos preços. “Isso também é um incentivo às importações e vimos crescer substancialmente as vendas de vinhos importados no mercado interno”.

Outro fator a ter em conta é o imposto sobre o álcool, o qual varia de acordo com o produto e não com o teor alcoólico. Ou seja, quanto mais barato for o vinho, mais baixo será o imposto, o que pode suscitar uma divisão dentro da própria indústria, assegura Robin Room, investigador de Melbourne.

O duopólio de duas grandes cadeias de hipers, a Woolworths e a Coles, também tem o seu peso. Ambas controlam mais de 70% de todas as vendas de vinho a retalho, situação que gera preocupação entre a Federação de Produtores de Vinho da Austrália: se por um lado a entidade aplaude o investimento que tem sido feito na indústria pelas respetivas empresas, por outro, afirma que a situação precisa de ser revista.


“Há uma incompatibilidade considerável entre o poder dos retalhistas e os produtores de vinho que está a afetar negativamente a indústria do vinho como um todo”, explica Evans.  Ainda assim, nem todos contestam o poderio daquela dupla de supermercados, os quais chegam a ser vistos como uma ajuda aos produtores de vinhos num período difícil. Aqui, diríamos nós, lá como cá…

De forma geral, escreve a BBC, o preço dos vinhos é aceite por alguns produtores e pelos consumidores, além de ser uma “vitória” para os grandes retalhistas. No entanto, a federação faz questão de salientar que a situação não é sustentável.

(fonte: BBC)

Artigo BBC

 

A carregar
Obrigado por subscrever!
Portuguese (Portugal)