O seu carrinho

O seu carrinho de compras está neste momento vazio.

Continuar a Comprar

Total do carrinho €0,00


Noruega: uma aposta portuguesa com certeza

Oct 31 , 2016

Noruega: uma aposta portuguesa com certeza

O vinho português é cada vez mais apreciado pelo povo norueguês, o qual é conhecido por gostar do tradicional. Como adiantou uma fonte da Viniportugal à agência Lusa os noruegueses preferem "vinhos provenientes do mundo velho, que são bastante associados às raízes e tradição". É o caso do vinho nacional, o que tem levado a uma aposta cada vez maior neste mercado.

Só neste ano de 2016 a Viniportugal vai investir 95 mil euros para a promoção dos vinhos portugueses na Noruega de forma a contribuir para o crescimento das exportações para este mercado, que no ano passado rondou os 8,2 milhões de euros, atingindo os 31,5 mil hectolitros.

Wines of Portugal Wine & Food Festival

Este é um bom exemplo de uma aposta cada vez mais consistente dos vinhos nacionais no mercado nórdico (sobretudo Noruega e Suécia). O Wines of Portugal wine & Food Festival que se realizou na passada segunda-feira (31 de Outubro), no Det Norske Teatret, em Oslo está inserido no plano da ViniPortugal para o norte da Europa que assenta em diversos eventos, programas de educação e comunicação.

Outro exemplo deste investimento na Noruega são duas provas anuais em Estocolmo e Oslo, em que se realizará uma prova de vinhos num formato único e inovador, como explicou a fonte da Viniportugal: "Os visitantes terão a oportunidade de provar três áreas da gastronomia local (caça, marisco/peixes e doçaria) e descobrir propostas para diferentes harmonizações com vinhos portugueses com os pratos de diferentes tipos".

Noruega: Um caso especial
  
Apesar do crescimento das exportações do vinho português na Noruega este mercado é encarado pela fonte da Viniportugal como um enorme desafio, "uma vez que se caracteriza pela existência de monopólios no retalho, controlados e administrados pelo estado, com maiores limitações à promoção e venda de bebidas alcoólicas, nomeadamente de vinhos".

Apesar dos riscos esta é uma aposta que já começou a dar os seus frutos: só no primeiro semestre de 2016 as exportações para o país nórdico registaram um crescimento de 12,9 %.

A carregar
Obrigado por subscrever!