O seu carrinho

O seu carrinho de compras está neste momento vazio.

Continuar a Comprar

Total do carrinho €0,00


O exame Master Sommelier: o pesadelo de quem se quer juntar à elite dos críticos de vinho

Feb 04 , 2019

O exame Master Sommelier: o pesadelo de quem se quer juntar à elite dos críticos de vinho

Fazer parte da elite dos Sommeliers está longe de ser para qualquer um. Para chegar à ‘nata da nata’ dos Sommeliers é necessário passar um verdadeiro teste – o exame Master Sommelier – algo só ao alcance de uma minoria. Mas porque é que este exame é um verdadeiro pesadelo para os Sommelliers?

O exame está dividido em várias partes, mas aquela que reprova mais candidatos é a chamada prova cega. Tal como o nome indica, nesta prova as garrafas são descaracterizadas e não permitem que o vinho seja identificado pelo recipiente,  e têm, usando a melhor ferramenta de qualquer Provador – os sentidos : cor, aroma, paladar, textura – de descrever e identificar a origem, a casta, o ano e a qualidade de seis vinhos.

Basta olhar para a taxa média de sucesso dos participantes para perceber o grau de dificuldade deste exame: desde 1969, ano da sua criação, apenas 10% a 12% dos participantes (em média) realizaram-no com sucesso, tal é o mesmo que dizer que até hoje, menos de 300 sommeliers obtiveram este estatuto.

No entanto, 2018 parecia ser um ano de excepção: 24 sommeliers, um número nunca antes alcançado, passaram no exame. Mais tarde soube-se que existia uma forte possibilidade de alguém ter enviado por email informações aos participantes sobre o exame antes da realização do mesmo, o que levou à anulação de 23 provas.

Entre eles estavam Vincent Morrow e os seus colegas de casa Andrew e Jeremy que, apesar da frustração de verem os seus certificados ficarem sem efeito, decidiram voltar a tentar, como explica Morrow em declarações à VICE:

“Ainda que tenha sido devastador, eu não vou desistir. Estou preparado para o pior mas com a esperança que desta vez as coisas possam correr melhor”.

De facto, perseverança e capacidade de sofrimento não pode faltar a Morrow e aos seus colegas de quarto, visto que este é um exame conhecido por ser mentalmente, emocionalmente e, também, financeiramente exigente.

A VICE esteve em casa de Morrow e dos seus colegas de quarto a acompanhar a preparação que têm feito antes da repetição do exame (o vídeo dessa preparação pode ser visto aqui).

Mas se as dificuldades são tantas para quê o esforço? Bem, apesar dos obstáculos, as vantagens futuras de quem obtém o certificado são significativas. Não é só o conhecimento dos candidatos e o seu paladar que melhora substancialmente quando comparado com os restantes Sommeliers, mas também o seu salário, que pode mesmo aumentar significativamente.

A carregar
Obrigado por subscrever!